Como nos tornámos humanos

Dois artigos recentes na revista Science dizem que foram necessárias as disputas entre grupos de caçadores e de recolectores, assim como um aumento substancial do número de humanos anatomicamente modernos para que se desenvolvessem várias características culturais que nos tornam únicos. Não li os artigos originais, tão só a notícia do Público, mas estas conclusões estão em linha com aquilo que penso há muito e que já tem sido objecto de alguns dos artigos neste blog.

A partir de certa dimensão, os grupos passam a ter um comportamento de seres de nível superior, um pouco como as plantas e animais são agregações de células. Os grupos passam a estar sujeitos a mecanismos de selecção natural e as características culturais da espécie humana podem ser consideradas como resultado da selecção natural, que foi fazendo desaparecer as características menos favoráveis à sobrevivência dos grupos. Nada leva a supor que o processo esteja termonado, sendo de esperar que, se levou 70 mil anos a chegar ao estado actual, os próximos 70 mil anos trarão mudanças não menos significativas. 

Não haverá nenhum voluntário para verificar esta previsão na altura própria?

Anúncios

1 Comentário

Filed under filosofia

One response to “Como nos tornámos humanos

  1. Pingback: Fique por dentro Humanos » Blog Archive » Como nos tornámos humanos « Blog BDA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s