Pobres mas felizes

De acordo com um estudo recente os portugueses têm, em média, um rendimento baixo, são dificilmente mobilizáveis para grandes projectos mas dizem-se felizes. A associação da felicidade à posse de bens ou a elevados rendimentos é um mito muito espalhado e completamente errado.

Faz parte da felicidade a necessidade de lutar por alguma coisa, associada ao prazer de conseguir ver frutos desses esforços. O mundo está cheio de ricos infelizes e ainda mais cheio de pobres felizes. A possibilidade de ter absolutamente tudo com um simples estalar de dedos deve dar uma sensação de vazio completamente insuportável; imagino eu, não tenho essa experiência.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under filosofia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s