Salários dos funcionários públicos

Pelo que se sabe do Plano de Estabilidade e Crescimento, que o Governo vai apresentar em Bruxelas, não vai haver aumentos de salários reais para os funcionários públicos até 2013. Também já se sabe que este ano os salários ficarão congelados.

Estou de acordo com ambas as medidas e achei perfeitamente extemporâneo o aumento de 2,9% verificado no ano passado, que acabou por ser um ano de inflação negativa; só o facto de se tratar de um ano de múltiplas eleições permite compreender, mas não justificar, esse facto. Os sindicatos dizem, com razão, que os funcionários públicos têm perdido poder de compra nos últimos anos, com excepção do ano transacto, e que só um aumento de salários acima da inflação permite repor esse poder de compra. Sendo verdade, parece-me inevitável que essa recuperação seja adiada para uma situação mais desafogada da economia.

Apesar de tudo discordo do procedimento seguido para as negociações salariais, tendo como base a inflação prevista, porque isso permite manipulação por parte do Governo; julgo que seria bastante mais sério basear as negociações na inflação efectivamente verificada no ano anterior.

A propósito da sugestão populista de Paulo Portas, para que os políticos abdiquem do seu 13º mês, penso que seria uma medida com efeito marginal nas contas do Estado mas capaz de tornar um pouco mais aceitáveis os sacrifícios que são pedidos a todos os portugueses.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under sociedade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s