Recriar o big bang?

Os jornais noticiam hoje que, a partir de terça feira, o laboratório do CERN, na fronteira franco-suiça, vai começar a recriar o big bang, que esteve na origem do Universo em que vivemos. Quando se lê o texto da notícia começa a perceber-se que não é bem isso que o LHC (Large Hadron Collider) vai fazer, nem poderia ser. Imagine-se! a recriação do big bang significaria que se daria origem a um novo Universo, dentro do Universo em que vivemos; só num romance de ficção científica tal hipótese se poderia pôr.

O LHC é uma enorme máquina, que custou rios de dinheiro, na qual se faz a colisão de partículas elementares; para quê? Os físicos andam extremamente perplexos com a forma como funcionam as partículas elementares, aquelas partículas que constituem os átomos que, por sua vez, constituem toda a matéria do Universo e esperam que elas revelem algo do seu funcionamento ao enviá-las umas contra as outras a grande velocidade. Talvez uma analogia permita ter uma ideia melhor do que se vai passar.

Imagine que tem um relógio de pulso e quer perceber como funciona; a primeira ideia que lhe vem à cabeça é atirá-lo contra uma parede. Se não tiver uma parede, junta-se com um amigo, cada um com muitos relógios e começam os dois a atirá-los uns contra os outros, para ver se dos destroços sai alguma indicação de como funcionam os relógios. No LHC, os físicos vão fazer algo semelhante com partículas.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under sociedade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s