A Pele da Terra

Se me tivesse apercebido de que A Pele da Terra era o terceiro livro de uma trilogia de Richard Ford, não o teria comprado, por receio de que a sua apreciação ficasse prejudicada pela falta de leitura dos dois livros anteriores; no entanto penso que esse receio era infundado e julgo que não gostei deste livro, independentemente do facto de vir na sequência de outros.

São 500 páginas dedicadas a 3 dias da vida do narrador, pelo que somos obrigados a acompanhar cada minuto desses três dias. O cancro da próstata, que se manifestou seis meses antes, e as sementes de titânio que o narrador transporta para tentar conter as células cancerosas, dominam todo o livro. O narrador faz inúmeras excursões especulativas sobre a sua visão da vida e da sociedade americana no virar do século e esse é o lado interessante do livro; apesar disso o sono venceu-me várias vezes com o livro na mão e tive grande dificuldade em chegar ao fim.

O livro tem centenas de notas de tradução, que se agradecem, mas que, sendo colocadas no fim, tornam a leitura difícil, pela necessidade constante de alternar entre a página que se está a ler e as páginas de notas.

Anúncios

1 Comentário

Filed under Uncategorized

One response to “A Pele da Terra

  1. Pingback: Tweets that mention A Pele da Terra « Blog BDA -- Topsy.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s