A grande cartada

Passos Coelho tirou da mão uma carta inesperada que, de repente, veio deixar meio mundo de boca aberta. Ao colocar o Dr. Fernando Nobre como cabeça de lista por Lisboa, com a promessa de que será indigitado Presidente da Assembleia da República caso o PSD sai vencedor das eleições, Passos Coelho pensa trazer para o seu partido uma parte daqueles que votaram Fernando Nobre nas últimas presidenciais; alguns conseguirá mas muitos sentem-se traídos.

Lembro-me de que, sendo dos apoiante da candidatura de Fernando Nobre, me manifestei de forma clara quando o slogan mudou e deu a entender que aquela candidatura se faria contra os partidos. O Dr. Fernando Nobre manteve sempre uma grande ambiguidade relativamente à sua posição face aos partidos, mas não há dúvida de que quase todos os seus apoiantes o colocavam num patamar supra-partidário, do qual ele acaba de se apear.

Este golpe de cintura não faz do Dr. Fernando Nobre um político menos sério do que os restantes, só que nos habituámos a julgá-lo melhor do que a maioria; ao aceitar a nomeação tornou-se apenas mais um, igual a tantos.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under sociedade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s