Estado de Pânico

Quando peguei neste livro não tinha outra expectativa que não fosse a de um romance de acção, inverosímil. daqueles que se lêem para passar o tempo e se esquecem a seguir; estava redondamente enganado. É certamente um romance cheio de acção e inverosímil q.b. mas o autor tem uma tese e usa o romance para defendê-la; as afirmações feitas pelos personagens principais são suportadas por referências bibliográficas que podem ser confirmadas pelo leitor, quer dizer, o romance é também um livro científico.

A tese de Michael Chricton é que a informação veiculada pelos media relativamente ao aquecimento global e alterações climáticas é manipulada e enviesada, de forma a criar nos leitores um sentimento de medo que não é suportado pelos dados científicos. O autor não advoga a ideia de que tudo é permitido, porque o ambiente tratará de se adaptar a tudo o que o homem se lembrar de fazer na Terra, mas quer que se fale verdade e que se tirem apenas as conclusões que os dados permitem, evitando apresentar resultados de especulações e simulações como se fossem resultados científicos irrefutáveis. Esta manipulação e enviesamento de dados já foi por mim referida aqui, no artigo O Mundo está a aquecer? onde manifestei o meu cepticismo relativamente à capacidade do homem para alterar significativamente o clima.

Michael Chricton também se insurge contra a manipulação da ciência e dos cientistas pela política o que, em última análise, resulta da necessidade que os investigadores têm de lutar por financiamentos. Os resultados da politização da ciência são sempre desastrosos e são apresentados no livro dois exemplos flagrantes; neste blog também já escrevi sobre isso a propósito do livro A Falsa Medida do Homem, que mostra bem como o chamado Quociente de Inteligência (QI) tem servido os interesses das classes dominantes.

O enredo baseia-se na ideia do terrorismo ambiental, catástrofes ambientais desencadeadas voluntariamente por uma organização ambientalista que necessita desesperadamente de fundos para os gastos da sua estrutura cada vez mais pesada. O livro pode ser lido apenas pelo enredo e será apenas mais um romance, mas pode ser lido como a tese, que é, e nesse caso é verdadeiramente recomendável.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s