O Castelo dos Pirenéus

Dois amantes reencontram-se, casualmente, no mesmo hotel onde passaram a última semana juntos, já lá vão 30 anos; dão um grande passeio pelos lugares que lhes trazem muitas recordações e passam a trocar emails secretos, que apagam assim que são lidos. Nesses emails falam do presente mas, sobretudo, do passado, nomeadamente daquela última semana marcante para as suas vidas.

Jostein Gaarder, no entanto, habituou-nos a que as suas histórias sejam lições de filosofia e esta não foge ao padrão. Aqui confronta-se uma visão de um Universo criado por Deus, onde a vida terrena é um acidente, com outra de um Universo que evolui por si mesmo, sem necessidade de intervenção divina, pelo menos depois do big bang inicial. Neste Universo, a haver Deus ele confunde-se com o próprio Universo.

A história é enternecedora e, tal como noutros livros do autor, permite raciocinar sobre temas filosóficos importantes quase sem esforço.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s