Justiça de anedota

Ontem foi condenado um sem abrigo por ter tentado roubar, no Pingo Doce, mercadoria no valor total de 25 euros, mercadoria que foi recuperada pelo segurança da loja. Quando os grande crimes económicos ocupam os tribunais durante anos e acabam por prescrever, este caso é uma verdadeira anedota, se não, vejamos alguns factos.

O processo foi levantado pelo ministério público, que pagou o defensor oficioso e as custas, num total superior a 100o euros; o paradeiro do arguido é desconhecido, pelo que é duvidoso que a sentença venha ser cumprida. Se vier a ser encontrado tem a opção entre ir preso ou pagar 250 euros de multa.

Porque é que o sistema de justiça só é capaz de produzir sentenças exemplares nestes casos mesquinhos?

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under sociedade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s