A Improvável Viagem de Harold Fry

harold-fryUm homem reformado, com uma vida apagada, com problemas de relacionamento com a mulher, vai por uma carta no correio e, sem que realmente tome uma decisão consciente, vai começando a andar de marco do correio para marco do correio. A  carta destina-se a uma antiga amiga, que padece de um cancro terminal no outro extremo de Inglaterra. Sem se aperceber muito bem como, resolve fazer todo o percurso a pé, na esperança de que isso, de alguma forma, sirva para que a amiga se salve.

O que é extraordinário, nesta história de Rachel Joyce, é que este homem acaba por descobrir-se a si próprio e por descobrir em si capacidades desconhecidas. Simultâneamente, a mulher, que ficou em casa incrédula e abalada, também revê toda a vida dos dois e acaba por restaurar a relção em novas bases. É um livro de leitura compulsiva.

Anúncios

1 Comentário

Filed under Uncategorized

One response to “A Improvável Viagem de Harold Fry

  1. Luís António Carvalho Gachineiro da Cunha

    Faz-me lembrar um filme de que gostei muito. “The straight story”, de David Lynch (1999) com Richard Farnsworth e Sissy Spacek: “An old man makes a long journey by lawn-mover tractor to mend his relationship with an ill brother.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s