Category Archives: Uncategorized

Sombras Passadas

Sombras PassadasEspionagem nos anos que antecedem a II Guerra Mundial. Tom Nash julgava-se completamente afastado da sua anterior actividade de agente secreto e dedicava-se agora à escrita, na sua mansão da Riviera Francesa, mas, de repente, surgem duas tentativas da assassínio, que trazem de volta sombras de um passado remoto. É um romance empolgante, que prende do princípio ao fim.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

A Morte da Avó

A Morte da AvoRoby Amorim foi buscar às recordações que tem da sua avó e à história desse tempo e de épocas anteriores, o enredo para vários capítulos em que nos faz reviver esses tempos, sobretudo na perspectiva da população bracarense. A avó, de seu nome Maria Inácia da Conceição de Faria Machado Pinto Roby de Miranda Pereira da Rocha Tinoco, pertencia a uma família abastada de Braga e casou, naturalmente, com um membro da classe alta; as vidas dos membros destas famílias estiveram muitas vezes ligadas a eventos relevantes da nossa história e o autor aproveita esses factos para no los relembrar.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Um Homem de Partes

Um-Homem-de-PartesUm Homem de Partes é um romance biográfico em que a personagem principal é o escritor inglês H. G. Wells. David Lodge usou várias fontes e transcreve excertos de documentos e de cartas, tendo inventado os diálogos, para nos dar uma perspectiva do homem no seu ambiente. O romance centra-se na complexa vida amorosa de Wells, deixando a impressão de um mulherengo incorrigível.

Wells proclamava-se defensor do amor livre, mas isso aplicava-se a si próprio e não às mulheres com quem se relacionou, em relação às quais se tornava ciumento. Também teve uma actividade política em que defendia um regime socialista, não democrático, encabeçado po um pequeno grupo de escolhidos, não se sabe bem como.

A impressão que me ficou do homem é muito pouco simpática, independente da sua inegável qualidade como escritor.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

O Poder das Pequnas Coisas

Pequenas CoisasJodi Picoult resolveu escrever sobre o racismo na América dos nossos dias; para isso compôs uma história, inspirada em factos reais, de uma enfermeira negra, considerada muito competente, que é impedida de prestar assistência a um bébé recém-nascido, filho de supremacistas brancos. Acontece que o bébé acaba por morrer e aquela enfermeira enfrenta um processo por não lhe ter prestado a devida assistência.

A história desenvolve-se cheia de peripécias e é daquelas que não apetece largar sem chegar ao fim.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

A Velha Casa III

A Velha CasaO que me leva a ler José Régio é mais a qualidade da escrita do que a narrativa em si. Eu não li os dois volumes anteriores de A Velha Casa e achei que aqui nos deparamos com uma narrativa interessante mas não empolgante. O autor narra os pequenos e grandes acontecimentos da família, com os seus dramas e sucessos, mas é realmente pelo prazer de ler bom Português que o livro me atrai.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Os Diários Secretos

Diarios SecretosDesta vez Camilla Läckberg conta uma história mais próxima de casa; o marido de Erica, Patrik, está a gozar licença parental e os crimes em que a polícia anda envolvida têm muito que ver com a infância de Erica. Naturalmente que Patrik tem muita dificuldade em se manter afastado e acaba por se envolver parcialmente nas investigações. No geral é mais um romance que não se afasta do modelo usado nos restantes livros da série.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Crime na Via Ápia

Crime-na-Via-ApiaNão é bem um policial mas trata da descoberta das circunstâncias em que foi assassinado Públio Clódio, no ano de 52 AC. Steven Saylor baseia-se numa série de fontes históricas para nos contar uma história da antiga Roma, que envolve crime, manobras políticas e um julgamento. Estes acontecimentos precederam a guera civil entre Pompeu e César e o fim do governo democrático do Impéirio Romano. É uma obra volumosa que, apesar disso, se lê com fàcilmente.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized