Tag Archives: José Rodirgues dos Santos

A Mão do Diabo

A MÃO DO DIABODesta vez José Rodrigues dos Santos resolveu oferecer-nos uma lição de macro-economia em linguagem simples e pedagógica, o que consegue fazer bastante bem. O autor revela, no entanto, que este aspecto do livro não é da sua autoria mas que apenas incorporou as opiniões de especialistas que consultou; seja como for, parece-me que resulta. Nada mais resulta no livro, porque o enredo é verdadeiramente medíocre, porque quando entende inserir algum romance é patético e porque quando tenta denunciar a alta corrupção internacional só consegue apresentar casos relacionados com Portugal.

1 Comentário

Filed under Uncategorized

Fúria Divina

A trama é frágil e tem várias inconsistências e José Rodrigues dos Santos volta a utilizar o historiador Tomás Noronha, a quem a CIA recorre quando tem cifras complexas para quebrar. O autor não consegue resistir ao episódio da bomba desactivada no último segundo e este é mesmo o pior momento da história; não se percebe porque é que um bombista suicida há-de instalar um temporizador e um procedimento de desactivação, se vai ficar ali à espera que a bomba rebente. O fim da história é de uma infantilidade total.

Mas José Rodrigues dos Santos é extremamente cuidadoso nas fontes e pessoas que consulta para construir o ambiente dos seus romances e o livro vale por isso. Eu não sei nada do Corão ou do fundamentalismo islâmico e acredito que este livro me ajudou a perceber as motivações e processos mentais dos fundamentalistas; não é que isso me leve a desculpar as suas acções terroristas mas percebermos como funcionam é importante para lidarmos com eles e até para nos prevenirmos.

Acredito no rigor do ambiente criado no livro, não só porque José Rodrigues dos Santos enumera exaustivamente as fontes que consultou mas também porque no caso de um livro anterior, A Fórmula de Deus, ele abordou várias questões de física e de cosmologia e estas sou eu capaz de confirmar que estão genericamente correctas. Em resumo, não acho que a leitura deste livro seja uma perda de tempo, apesar da fragilidade da história.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

A Vida num Sopro

a-vida-num-soproDesta vez José Rodrigues dos Santos abandonou os códigos e os enigmas para nos dar um romance na linha de A Filha do Capitão, centrado na história recente do nosso país. Para mim foi uma mudança bem vinda, porque o filão dos enigmas me parecia esgotado.

A época é dos primeiros tempos da ditadura e JRS mostra-nos os métodos insidiosos da PVDE para conseguir informações e informadores e como os inspectores daquela polícia exerciam o seu poder discricionário sem restrições.

Também nos apercebemos do papel submisso das mulheres relativamente aos maridos e das filhas relativamente aos pais. A interrupção de um amor de juventude por uma mãe que queria as filhas bem casadas é a linha central do romance.

Ao lado de Portugal desenvolve-se a guerra civil de Espanha e JRS dá-nos uma perspectiva do conflito através de um legionário português fugido à justiça.

O romance é muito agradável de ler, está bem escrito e apresenta-nos, de onde em onde, o falar popular da Terra Fria de Trás-os Montes, bem como algumas passagens em castelhano e galego.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized